sexta-feira, 2 de março de 2012

Meu nome é Tenten


Meu nome é Tenten. Fui encontrada pelo pessoal do Clube dos Vira-Latas, muito machucada na noite de terça-feira. Estava assustada e sozinha em um lugar muito escuro. Meu pelo estava todo molhado e sujo.

Disseram que sou uma linda Poodle e o exame de sangue que o pessoal do Clube fez em mim, mostrou que já fui vacinada. Provavelmente, tive uma casa e um dono, mas acabei abandonada. Nas ruas, sem saber como me virar, me escondi em canto onde tremia de medo. Como companhia, somente a solidão e a fome.

Quando cheguei aqui no Clube, a primeira coisa que fizeram foi me dar um banho. Meu pelo voltou a ser branco. Em seguida, trataram das minhas feridinhas e tiraram um pouquinho de sangue, para um exame. Ganhei muita comida e água e agora e me disseram que vou morar por aqui, até poder ser adotada.

Vim agradecer a todos que ajudam o Clube e assim, permitem que este trabalho continue. Aqui, existem mais de 400 amiguinhos todos com histórias parecidas com a minha.

Clube dos Vira-Latas

Para Adotar

Para conhecer o Clube dos Vira Latas

Meu nome é Tenten

poodle com Lhasa


Amigos e Amigas,
Tenho 9 filhotes de Poodle com Lhasa apso para DOAR!
A criançada nasceu em 15 de Janeiro,já estão desmamados e desverminados.
São umas fofuras,são pretos(alguns com branco),(outros com marrom)...
São de pequeno porte.Ainda não foram vacinados.
Preciso doa-los com urgência,pois são muitos...
Queremos doa-los a quem cuide,e dê amor e carinho.
Interessados ligar para : 8476.8687 com Marta Figueiro

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Leite Substituto

Miudinho, o Vitório foi salvo com estas dicas.


Uma amiga me ligou contando uma história incrível, embora triste... Uma gata teve suas crias e para protegê-los, escolheu o forro de sua casa para colocá-los. Depois do grande esforço a gata morreu, deixando os gatinhos órfãos.

Ela ligou pedindo dicas de como cuidar dos pequeninos e lembrei-me que fiquei devendo a receita de leite substituto que salvou a vida de um dos nove recém nascido que chegou aqui, o Vitório Miudinho!

Então, segue aqui a Receita de Leite Substituto fornecido por uma veterinária mais algumas dicas para conseguir fazer vingar os filhotes.

Lembrando que filhotes com mais de uma semana de vida se fortalecem mais fácil e conseguem chegar a idade adulta.


Leite Substituto para filhotes (serve para cães)

Ingredientes:

1 litro de leite B ou C
1 gema
1 colher de leite em pó
1/2 copo de geléia de mocotó tradicional e sem sabor (semelhante ao colostro)


Preparo:

Bata tudo no liquidificador.
Passe pela peneira.


Uso:

Utilize seringas sem agulha ou mamadeiras apropriadas vendidas em petshops.



Dicas importantes:

- dar o leite de 4 à 5 vezes ao dia. Deixar o gatinho mamar o quanto aguentar. Morno ou em temperatura ambiente.

- a quantidade de leite desta receita possibilita o congelamento. Você pode utilizar potes de vidro (aqueles de maionese), devidamente esterelizados. Deve haver um descongelado por dia, morno ou em temperatura ambiente.

- nunca coloque o gatinho de barriga para cima para mamar. Nesta posição pode ocorrer que o leite vá para os pulmões causando pneumonia. Dê preferência para a posição que ficam quando mamam na mãe.

- faça massagens no nariz e toráx (circulares). Essas massagens imitam as lambidas da mãe e estimulam o sistema respiratório.

- se você perceber que o gatinho não faz xixi nem coco e que a barriguinha está bem inchada, faça uma massagem com uma esponja úmida na barriga e nos órgãos genitais. Em movimentos de cima pra baixo imitando as lambidas da mãe. Desse modo o intestino e a bexiga soltam.

- depois que os intenstinos e bexiga estiverem soltos farão muito xixi e coco. Mantenha o forro sempre limpo. Para a limpeza dos gatinhos, apenas soro fisiológico com algodão. Depois da limpeza precisa estar bem secos. Cuidado pois a pele é bem sensível: não coloque força para esfregar e os movimentos devem imitar as lambidas da mãe.

- gatinhos órfãos precisam ser aquecidos. Utilize uma ou duas bolsas de borracha com água quente e as posicione envolta ou debaixo dos gatinhos. Nunca deixe os gatinhos em contato direto com a bolsa: coloque-as por debaixo do forro onde os filhotes estão deitados para que a pele sensível deles não sofra queimaduras. A idéia das lâmpadas é boa também e realmente ajuda no aquecimento, mas use este recurso apenas se a lâmpada for apropriada para isso evitando algum acidente ou queimaduras. As bolsas de água são mais seguras.

- coloque um bichinho de pelúcia junto aos gatinhos para substituir a presença da mãe.

- o local dos gatinhos:

caixa de plástico apropriada ou caixas de papelão
forros de algodão ou atoalhados sempre limpos e secos.
forro para cobrir a parte aberta da caixa: mantém a pouco luminosidade, mantém livre de insetos e mantém o calor das bolsas d'água no interior.
a caixa deve estar num local livre de ruídos e trânsito de pessoas.


segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Anjos para Adoção - um resgate diferente: 8 gambás

Olá Amigos,


A semana passada foi atípica. Foi assim: na quinta-feira de manhã vi um animal parado no jardim que, de longe, parecia um gato.

Estava imobilizado e eu me aproximei para ver o que estava acontecendo. Não era um gato, mas sim um gambá muito grande.


Ele respirava com dificuldade, como se estivesse doente ou muito estressado. Não vi nenhum machucado, mas também não tive coragem de tocá-lo.

Prendi os cães e pensei: vou aguardar. Se ele melhorar, acaba indo embora, se piorar vamos ver o que dá para fazer.

Fui lá diversas vezes e o gambá continuava no mesmo local, imóvel.

Isto aconteceu por volta das 11:00 hs da manhã, o que é estranho, pois vocês sabem, os gambás tem hábitos noturnos.


Depois do almoço voltei ao cantinho onde ele estava e não o encontrei mais.

Respirei aliviada achando que ele tinha melhorado e ido embora. Mas não foi bem assim, perto de onde estava o gambá, vi 8 gambazinhos se arrastando e tentando se esconder.


Vocês sabem que sempre resgatamos cães e gatos e muitas vezes filhotes que acabaram de nascer e que precisaram ser criados na seringa com leite até nascerem os dentes e eles conseguirem se alimentar sozinhos.


Mas, desta vez, fomos presenteados com uma ninhada de 8 gambazinhos bem novos, que ainda não sabem se alimentar e precisam de cuidados especiais. Se eu os deixasse lá, à própria sorte, eles não teriam como sobreviver.

Para ser sincera, entrei em pânico.


Recolhi os gambazinhos e os coloquei em uma caixa de papelão e tentei mantê-los aquecidos com jornais.


Comecei a ligar para veterinários e biólogos para saber como deveria agir.

Não sei se todos sabem, mas gambás não são mamíferos, eles são marsupiais como os cangurus, os filhotes ficam em bolsas até se tornarem independentes e poderem se virar sozinhos.


Mas, não foi isto que aconteceu. Por algum motivo, seja doença ou ataque, a mãe precisou se desfazer deles antes do tempo.


Seguindo conselhos dos especialistas tentei alimentá-los de várias maneiras: leite na seringa, papinhas de diversas frutas. Mas não consegui que eles se alimentassem.


Na sexta-feira de manhã tentei de tudo novamente e nada. Eles precisavam de ajuda profissional, pois são animais silvestres e não podem ser tratados como animais domésticos e eu me senti totalmente insegura e incompetente nesta hora.


Preciso agradecer os conselhos valiosos do veterinário Felipe Lopes e da bióloga Andréa Freixeda. Sem a ajuda deles eu não teria conseguido agir.


Depois de mais algumas tentativas infrutíferas, lá fomos nós levar os gambazinhos para o Parque Ecológico do Tietê.


Lá eles os acolheram e eu fiquei muito aliviada e feliz por poder encaminhar estas vidas preciosas para profissionais competentes.


Já tive experiência com uma gata que me levou os filhotes na boca e os entregou para que eu cuidasse deles. Vocês se lembram?

Mas, gambá! Nunca pensei que isto fosse acontecer.


Como sempre digo, nós somos apenas instrumentos e nunca devemos nos recusar a ajudar os animais indefesos. Eles precisam de nós, mesmo que seja só para encaminhá-los.


Vejam os bebezinhos ... eu estava tão abalada que até a foto, tirada com celular, ficou ruim. A segunda foto é de um gambazinho genérico, bem maior do que os que acolhi e estou enviando só para vocês terem uma idéia de como eles são fofos.


Hoje tive notícias dos bebês e estou muito feliz, pois eles estão ótimos, se alimentando bem e logo poderão voltar para a natureza já sabendo se virar sozinhos.


Um abraço

Maria Augusta Toledo

Para conhecer nosso trabalho acesse:

http://anjosparaadocao.multiply.com/

Bebê Gambá.JPG

Gambás.jpg

Anjos para Adoção: lindos gatinhos mestiços siamês e devolução da Teka - SP

[Tenho que compartilhar com vocês!]

Olá Amigos,

Em primeiro lugar quero agradecer muito a ajuda de vocês na divulgação dos cachorrinhos que foram salvos da enchente. Eles estão todos reservados e logo serão entregues para seus novos lares.


Peço novamente ajuda para divulgar este novo caso:

Perto de casa tem uma família simples que gosta muito de gatos. Eles começaram salvando uma gata siamesa, mas como ela não foi castrada, eles têm agora 12 gatos.

Resolvi ajudar, castrando as fêmeas num primeiro momento e doando as mais novas.


Serão castradas no sábado 3 gatas, a avó da turma que deve ter 1 ano de idade e ficará com a família e duas lindas gatinhas que vocês podem ver na foto, Gracie e Kim, que já na próxima semana poderão ser doadas. Elas são muito dóceis, amorosas, adoram colo e têm entre 4 e 5 meses de idade. Elas são bem pequenas e aparentam uns 3 meses e tem pelo semi-longo.


A mãe, que também permanecerá com a família ainda está amamentando e será castrada mais tarde com os gatos machos.


Os 4 bebês que ainda estão mamando já poderão ser reservados e serão entregues castrados.


Como neste primeiro momento serão castrados 7 gatos, peço para quem puder assumir uma castração, por favor entrar em contato comigo.

Numa segunda fase vamos castrar a mãe e os 4 machos.

Vejam que lindos são os gatinhos bebês, são 3 siameses (1 macho e duas fêmeas) e um pretinho de olhos azuis, coisa rara:


Gatos Cotia.JPG

A nota triste da semana é que Teka, uma linda mestiça de Poodle foi devolvida depois de ficar 2 meses na casa da adotante. Esta foi a primeira vez que ouvimos esta reclamação: que a Teka é quieta demais, não late e não interagia com uma criança levada. Não dá nem para discutir, não é? Ainda tem gente que quando adota pensa que está adotando um brinquedo e se assusta quando “o brinquedo” faz xixi e cocô e não brinca quando se dá corda. Lamentável!


Coitada da Teka, que voltou para o canil depois de 2 meses sentindo como é ter um lar de verdade. Ela está muito triste e precisa se sentir amada e protegida novamente.

Teka está castrada e vacinada, tem 2 anos de idade e pesa 9 kg. Ela se adapta em apartamento pois seu porte é de pequeno para médio e como disse a pessoa que a adotou: “ela é muito tranqüila”. Ela está tosada na foto.


Por favor, vamos divulgar a Teka:


Teka montagem.JPG

Não resisti e divulgo!

Montagem 2.JPG

Olá amigos,


Vejam que lindos!!!!!!!!!!!! Um mais fofo do que o outro!

Se não fosse pela rapidez e agilidade da Cristina, dos Anjos para Adoção, eles estariam mortos.


Estes bebês foram jogados em um terreno na Granja Viana e no sábado, com aquela chuva torrencial que caiu, eles estavam literalmente em uma piscina lamacenta e sendo levados pela correnteza.


Cristina ouviu um choro muito forte, começou a procurar e lá estavam eles, pedindo desesperadamente por socorro. Ela correu e começou a resgatá-los um por um, enquanto as águas levavam os mais fracos para longe. Alguns já estavam quase submersos, cheios de lama e faltava pouco para morrerem afogados. Um sufoco!


Esta foto foi tirada logo depois do resgate e eles ainda estão sujos e assustados e alguns com arranhões que podem ter sido provocados por galhos ou outros detritos do terreno.


Mas, eles estão bem, são bem novos, e já se alimentam normalmente. Parece que temos pelo menos duas ninhadas ou então, dois pais bem diferentes: algumas meninas parecem mestiças de Golden Retrivier e os outros devem ser mestiços de Rotweiller. O único macho é o que está com a fita azul.


Todos serão doados castrados e ficarão de porte médio para grande.


Por favor, os interessados me escrevam o quanto antes, pois podemos deixar os bebês já reservados.


Agradeço a todos que nos auxiliarem divulgando os novos anjos resgatados, pois precisamos de muita divulgação para conseguir doá-los.


Um abraço

Maria Augusta Toledo

Para conhecer nosso trabalho acesse:

http://anjosparaadocao.multiply.com/

HOAX: Cinqüenta cães de raça precisam ser doados com urgência!

Mensagem original:

Pessoal,

Por favor, encaminhem para pessoas que vocês conhecem, pode
ser que tenha alguém que queira adotar um cão!

Cinqüenta cães de raça, fruto de comércio, precisam ser doados com urgência, ou serão
sacrificados. A criadora faliu e teve que deixar a casa alugada, onde morava, à revelia.
Os pobres cães foram 'alojados' emergencialmente.

As raças são:
- Cocker Americano (cores: preto, preto com branco, marrom e
preto com amarelo) - 47 ao todo (idade de 1 a 8 anos)






Obs.: estão falando em sacrificar os mais velhos!!! Depois de
serem usados como fábrica de cães, terão esse fim!!!
- Chow-Chow - uma fêmea, dourada, 3 anos;





- Pastor suíço, branco, macho, 3 anos;




- Col
lie (Lassie) - fêmea, 3 anos.




Por favor, ajudem a divulgar! Infelizmente, ainda a maioria do
ssereshumanos se preocupa em ter cães de raça! Eles não
têm culpa de serem procriados para venda! Os animais
estão em Caucaia do Alto, próximo à Cotia e Embu das Artes.


Vamos fazer o possível para doá-los castrados.


Telefones para contato: 11-4241-5502, 9959-1609 com Cibele, ou 4704-6335 com Lígia



MESMO QUE VC NÃO TENHA INTERESSE EM ADOTAR NENHUM DELES, ENVIE AOS SEUS AMIGOS.

---------------------------------------


Recebi esta mensagem hoje e tive a impressão de tê-la recebido outras vezes. Mesmo assim, liguei para os telefones que se encontram na mensagem. Um deles nunca atende e o outro não existe. Vasculhei os arquivos do email do Projeto e encontrei a mesma mensagem datada de 15/7/2008. Desta vez ela vem supostamente com imagens que não abriram, mas nas mensagens mais antigas nem foto há! Procurando um pouco mais encontrei várias outras em datas diferentes. A mesma mensagem com o mesmo telefone circula há anos pela internet e portanto é HOAX!

Antes de simplesmente repassar uma mensagem que solicita extrema urgência, entre em contato com emails e telefones mencionados. Certifique-se que a mensagem é real se sua intenção é ajudar ao repassar.

Acreditem: repassar uma mensagem nem sempre é a ajuda que os animais estão precisando!

Até o ano que vem!

O trabalho do Anjos para Adoção com Maria Augusta de Toledo e do Clube dos Vira-Latas com Cida Lellis continuam, mas o Amigo não se Compra vai ficando por aqui. Este é só mais um de tantos blogs de adoção pela net - e esses não param de crescer assim como o problema do abandono de animais.

No início, eu era apenas uma ciberativista fazendo divulgação. Conseqüentemente, fui conhecendo na rede pessoas envolvidas com o trabalho de proteção animal. Enviavam centenas de mensagens de adoção de animais abandonados que eu não podiam continuar repassando a minha lista de contatos: eles não queriam adotar! Também não poderia pedir para que repassassem as mensagens: é preciso ter consciência antes de agir, caso contrário o trabalho perde o sentido.

A quantidade de mensagens diárias que chegam por dia buscando adotantes é enorme e proporcional a quantidade de animais abandonados e que é proporcional a quantidade de humanos sem consciência e racionalidade o suficiente para compreender a gravidade do abandono animal.

Ao abandonar um animal, o humano não está apenas se livrando de seu suposto 'problema' individual, como está criando uma seqüência de problemas ao coletivo. Quando você vê um animal abandonado nas ruas, não vê apenas um ser frágil que está exposto a todo tipo de perigos e violências, nem uma vida sem teto, sem comida e sem condições para viver. Este animal pode se transformar num possível foco de doenças!

Se não existisse o trabalho dos protetores de animal, as ruas já estariam superlotadas de animais e com certeza teríamos vários tipos de epidemias letais ao ser humano. Mas o abandono parece não ter fim! O ser humano considera simples deixar um animal abandonado a própria sorte e não é capaz de pensar nas conseqüências de seus atos.

Foi por isso que criei o blog! Um meio mais simples e abrangente de divulgar o trabalho dos protetores. Minha casa não tem suporte em espaço físico adequado para ser um abrigo e um abrigo exige muito dinheiro. Divulgar foi a melhor maneira que encontrei de ajudar. Já são quase 10 anos e o problema parece só aumentar, não tem fim!

E por muito tempo este blog foi ficando sem atualização... Porque me pareceu que o caminho para solucionar este problema não é este. Os abrigos continuam super lotados. As pessoas continuam abandonando os animais e os protetores continuam os recolhendo. Cães e gatos só estão mudando de lugar: saindo das ruas e indo para abrigos seguros onde são medicados, alimentados e esperam um lar. Estão escondidos dos olhos da sociedade que não vê problema nenhum neste ato, pois não vêem mais tantos animais nas ruas, mas os abrigos continuam lotados.

No meu bairro eu não posso assumir meu trabalho voluntário. Isso iria se reverter em dezenas de animais abandonados aqui. Só sairiam das ruas mas eu não teria condições de oferecer toda a assistência de que necessitam. Mesmo assim, cães e gatos são abandonados na minha rua ou são literalmente arremessados para dentro do meu quintal.

Vários cães foram deixados aqui na rua... Minhas vizinhas conscientes Valéria e Vanda também não tinham mais espaço para recolher mais animais do que já haviam recolhido. A solução foi cuidar dos animais na rua mesmo colocando casinhas, comida e água todo dia, dando banho e levando ao veterinário quando possível. A vizinhança vê isso e tem duas atitudes: ou reclama pois a rua fica cheia de cães que ninguém quer ou abandona mais animais pois tem quem cuide deles.

É na minha casa e na minha vizinha da frente, Rosana, que abandonam os gatos. Eles vêem tantos gatos em nossa casa e num pensamento mesquinho pensam: "-Elas gostam de gatos então vão cuidar destes!". Eles abandonam contando que alguém irá cuidar e assim a consciência deles fica limpa! Mas muitos gatos foram mortos por vizinhos que usaram Chumbinho. A lei contra o uso da substancia existe, mas á burocrática: quem usa, continua usando!

Arrumar adotantes para animais não é um trabalho tão simples assim. Quem adota ainda quer escolher, mas nós que recolhemos nunca escolhemos quem recebemos: animais idosos, deficientes, doentes, mesmo com o trabalho de adoção eles continuam rejeitados.

A solução é o trabalho de adoção? Se os governos ou os políticos que dizem trabalhar em prol dos animais estivessem interessados em resolver isso, não existiriam mais lojas que vendem animais. A castração gratuita seria mais freqüente e menos trabalhosa para quem tem vários animais para levar (muitas vezes sem carro) para os lugares que oferecem castração. A maior população de animais abandonados se encontra nos subúrbios onde as pessoas têm menos condições de dar a devida assistência. Certa vez, meus dois filhos tiveram que ir a pé para outro bairro, na chuva, levando oito gatos para castrar pois estávamos sem carro. Nos ônibus não é permitida a entrada de animais. Depois que todos foram castrados e registrados, foram mortos por um vizinho inconseqüente que não sabe o quanto foi gasto para que todos os animais estivessem vivos e saudáveis.

Qual deve ser a solução então? Educação! Existem seres humanos que insistem em viver feito bestas feras e que não entenderam ainda que animais não são como roupa ou sapato da moda que você quer ter, enjoa e joga fora porque ocupa espaço no guarda roupas.

A solução é resgatar? Num espaço que só servia para um cão de porte pequeno, acabei recolhendo um de porte grande. Nem eu e nem ele tivemos outra opção. Logo em seguida veio outra de porte grande, e ninguém queria. Fiquei então com os dois e eles vivem felizes aqui há 8 anos. Mas deixaram aqui um filhote que estava sendo coberto de ovos de moscas. Não tive outra opção: recolhi, dei banho e desinfetei dos ovos, alimentei, mediquei e ninguém queria adotá-lo. Fiquei com ele que é lindo, um tipo bem diferente do que já vi, e ele aqui é feliz. Uma vizinha querendo imitar as outras, viu um filhote sem rumo aqui na rua. Estava preste a ser atropelado pelas motos que passavam. Ela recolheu e veio deixar na minha casa com a promessa que em uma semana no máximo arrumaria um dono. Ninguém queria. E na casa dela ela não iria deixar, pois o marido não gosta e iria deixar seu belo quintal em desarmonia. Meu marido teve que tolerar a quantidade de cães e gatos em nosso quintal e a cachorra acabou ficando. No espaço para um cão de porte pequeno há dois de porte grande e dois de porte pequeno.

Isso sem falar nos gatos que não param de chegar e não há mais como recolhê-los. Muito dinheiro é gasto para que sobrevivam e quando crescem são mortos. Há sim recursos para impedir isso, mas eu não tenho estes recursos pois não me comprometi a ser protetora: eu não tive escolha.

E quem tem escolha vê um filhotinho, acha bonitinho e leva pra casa. Cansa porque dá trabalho e abandona. Num terreno vazio aqui na rua, onde o mato domina, cansamos de encontrar sacolinhas plásticas com filhotes de cães e gatos amarrados e presos, deixados para morrer sufocados. Eles também não têm escolha.

Qual a solução afinal? Os humanos mudarem suas atitudes e os políticos que dizem lutar pelos animais fazerem algo de fato. Numa área urbana não são os tamanduás, os macacos, as onças, as araras que precisam ser protegidas. Aqui na área urbana são cavalos, cães e gatos que continuam abandonados ao descaso sem que nenhuma lei os favoreça de fato.

O trabalho de adoção de animais não se limita a rede virtual! O trabalho que se tem em manter os animais e encontrar donos decentes para eles é incansável e três vezes maior que ter um animal que muitos quando se cansam de precisar oferecer tantos cuidados, simplesmente jogam nas ruas.

Para adotar é preciso saber o que se quer! Pessoas que não sabem o que quer para si abandonam! Pessoas sem personalidade e convicção abandonam!

Somente pessoas capacitadas e de coração nobre podem ser donos de animais. Incapazes e limitados abandonam!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Olá queridos amigos dos animais!

Estamos atualizando os blog e muito há para fazer!
Muitos peludos postados aqui já foram adotados e precisam ter seus posts atualizados, não é mesmo?
Sei que muito tem interesse nos aujinhos aqui, por isso, atentem-se aos dados fornecidos dos contatos em cada post para agilizar seu pedido.
Fazer os pedidos por comentários ocorrerá atraso nas respostas.

Qualquer pedido que desejarem enviem email para projetoadao@hotmail.com ou com o contato fornecido no post de interesse, ok?

Lamento muito não ter respondido à todos devidamente!

Warning!

Warning! (vide post Abrigo Gardelito)
Think before you post spam in the comments: This blog is part of the blog Project Adam.
All links and messages of dubious origin will be forwarded to the site of reports of cybercrime. We are aware that virtual crime is actual crime.
Sure, the computer that sent the spam can be identified easily.
This space is dedicated exclusively to animal adoption and issues related to Animal Protection.

Thanks!
Projeto Adão

Reply to comment limb odolikids

Hello, odolikids!
Welcome to the Friend can not buy!
We're happy with your visit and hope you enjoy the content. Feel comfortable to send us suggestions!
And do not worry about the English: it is not our forte!
Check back often and always be happy!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

ADOTANTE DESEJA ADOTAR!

MARION VILHARQUID​E deseja adotar uma destas raças:

COCKER
COLIE
PASTOR ALEMÃO
LABRADOR
HUSKI SIBERIANO

Quem deseja um adotante entre em contato:

Email: vilharquide@hotmail.com
Fone:43 99594748

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Após morte de animais, SP suspende vacina contra raiva em cães e gatos

JAMES CIMINO
DE SÃO PAULO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA



A Secretaria de Estado da Saúde recomendou que todas as cidades de São Paulo suspendam imediatamente a campanha de vacinação de cães e gatos contra a raiva animal, na tarde desta quinta-feira, por tempo indeterminado.

Segundo o órgão, o número de reações adversas notificadas à Coordenadoria de Controle de Doenças está acima do observado em anos anteriores, o que pode colocar em risco a vida dos animais imunizados, na avaliação dos técnicos da secretaria.

O maior número de eventos adversos notificados é procedente dos municípios de São Paulo e Guarulhos, que têm ampla experiência na realização de campanhas de imunização de cães e gatos. Nessas duas cidades foram registrados sete casos de choque anafilático em animais vacinados, dos quais seis morreram, sendo quatro gatos e dois cães.

O órgão disse que não tem certeza se a vacina é responsável pelas mortes, mas constatou após uma necropsia que pelo menos um caso de reação anafilática foi causado pela vacina. No entanto, informou que casos de reação anafilática após vacinação são normais, até mesmo em pacientes humanos.

De acordo com a secretaria-adjunta da Saúde, Clélia Aranda, as mortes também podem ter sido causadas por envenenamento ou outras doenças.

"Não saiu nenhum laudo sobre a vacina, mas parece que houve relatos de caroço e calombo em animais no Rio de Janeiro. Ainda não podemos afirmar se a vacina será substituída, nem por quanto tempo", informou Aranda.

Em São Paulo, das 567 reações notificadas entre os dias 16 e 17 de agosto, 38% são consideradas eventos graves, como prostração, anorexia, dificuldade respiratória, convulsões e hemorragias. Nesse período, foram imunizados 121.691 animais em toda a cidade. Em Guarulhos, que já suspendeu a vacinação, houve 40 reações adversas entre 42.860 animais vacinados entre 9 e 13 de agosto.

A maior parte das reações foram observadas em gatos e cães de pequeno porte (cerca de 6,5 kg). Somente na cidade de São Paulo, 85,3% das reações ocorreram com gatos vacinados nos dias 16 e 17.

Também foram constatados quatro óbitos, sendo dois cães e dois gatos, no interior do Estado. Nem todos os municípios paulistas iniciaram a campanha de imunização.

O Instituto Pasteur, órgão da secretaria, irá investigar os óbitos e as reações graves. A secretaria informou ao Ministério da Saúde --responsável pela compra e distribuição das vacinas aos Estados-- sobre os problemas e aguarda orientações.

A vacina da campanha deste ano, produzida pelo laboratório Biovet, não é a mesma utilizada no ano passado e é considerada mais eficiente. Segundo a secretaria, é a mesma usada na rede privada.

"Não estamos tomando nossa posição sobre a vacinação no setor privado", disse a secretária-adjunta.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde lamenta o ocorrido e solicita aos proprietários de animais que foram vacinados nos primeiros quatro dias de campanha que os observem e, caso apresentem alguns dos sintomas citados --36 horas após a vacinação-- entrem imediatamente em contato com Centro de Controle de Zoonoses para mais informações pelos telefones 0XX/11/ 3397-8900/ 8957/ 8918/ 8916.

FONTE:
FOLHA.COM

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Resposta Temporária:

"Please tell me it worked right? I dont want to sumit it again if i do not have to! Either the blog glitced out or i am an idiot, the second option doesnt surprise me lol. thanks for a great blog! "

I'm bad to write english but, c'mon!
Do not quite understand what your comment refers. If you want to know if this is the same blog as always, the answer is yes. Only changed the appearance.
If it is not about this subject, please be more clear and send an email to projetoadao@hotmail.com.
Your questions will be answered, and mine too!

Aos Protetores e Apaixonados por Animais

"Proteger e amar animais não é apenas resgata-los e oferecer-lhes lar. É também ensinar e consciêntizar outras pessoas sobre algo que, como humanos, elas deveriam saber. É compartilhar as informações sobre o que funcionou em benefício do animal e apoiar aqueles que estão na mesma empreitada." - Shimada Coelho



Já são muitos anos auxiliando na ciber divulgação de grupos sérios que realmente trabalham em prol da proteção animal e ambiental.

Durante esses anos, muita coisa horrenda vi por parte dos humanos além dos maus tratos a animais e a degradação absurda ao meio ambiente. Ví também pessoas sem nenhum caráter, utilizando-se das desgraças acometidas pelos animais para obtenção de lucros.

Já ví muita Ong de fachada que trabalhou apenas para enriquecer pessoas que não tem nenhuma consciência da necessidade de entregarmos o planeta como o recebemos.Já ví muita protetora virando madame às custas de doações generosas para animais.Já ví muito político que diz defender os animais os usando para conseguir voto e credibilidade.

HOje, no ano de 2010, me limito a divulgar com afinco diário apenas dois grupos: Clube dos Vira Latas de Ribeirão Pires, sob direção de Cida Lellis e os Anjos para Adoção, com a liderança de Maria Augusta Toledo. Apenas esses dois grupos mostraram ao longo desses anos todos profissionalismo, devoção aos animais, seriedade e honestidade. Demais grupos que já possuem um 'centro de divulgação' bem desenvolvido e pode conseguir algum destaque na mídia não me exige tanto, mas continuo apontando meu apoio a eles divulgando notícias e banners.

Quero dizer com tudo isso que o resgate e trabalho de adoção de animais perdura por muitos anos e parece não ter fim. Todos os protetores que conheço já não possuem espaço 'nem para um peixinho' - como diz minha amiga Maria Augusta - e as ruas continuam repletas de animais abandonados, muitos até de raça.

Até minha casa que não possui nenhum suporte para gatil ou canill virou abrigo de animais, vítimas de pessoas ignorantes que não sabem o que querem da vida,já que adiquirem um animal, se cansam dele e simplesmente 'arremessam' literalmente sobre meu muro, como se fossem lixo que deve ser descartado. Meu limite de gatos passou de trinta até que um vizinho de outra rua decidiu por puro prazer exterminar muitos deles (incluíndo os da vizinha enfrente que também recolhe animais) com Chumbinho.Meus vizinhos precisaram ficar de vigília para descobrir o mentecapto. Se o espaço que tenho disponível era para gatos, não poderia ter cães, mas já estou com quatro (dois de porte grande e dois anães), isso porque para um quinto consegui dono.Isso porque meu muro é alto o suficiente para que cães não sejam arremessados devido ao peso da maioria que é deixado na minha rua.

Duas casas antes da minha há um terreno que não se consegue descobrir se é terreno particular, se é rua ou se é viela. O mato reina ali e os próprios moradores precisam se unir em mutirão para limpar, pois custa a prefeitura vir e fazer isso. Há aranhas perigosas, escorpiões e outros insetos nocivos. Não bastasse isso, jogam filhotes recém nascidos de cães e gatos amarrados em sacolas para que morram no meio do mato sufocados. Amarram cães idosos em paus fincados no chão e os deixam ali até que uma alma generosa faça algo.Uma madrugada, uma das vizinhas já lotada de cães e gatos me chamou no portão. Haviam abandonado um filhotinho de cão no meio do lixo que acumulava emmeio ao mato.

Há outras vizinhas que se comovem com os animais abandonados aqui e ajudam como podem, pois ninguém temmais como recolhê-los. Entrei no mato e o filhote gritava, coberto de moscas varejeiras que já haviam coberto os pelos dele de ovos.Não dá pra chamar o CCZ: eles não atendem e quando raramente o faz, não atendem a chamados nos subúrbios de São Paulo. Nessas horas, aquele monte de protetora que te procurou pedindo ajuda nunca é encontrada. Aquelas que se pode realmente contar estão distante daqui ou estão completamente lotadas. Peguei o serzinho gordo, dei banho quente, retirei com pente os ovos e ele se tornou parte da família porque ninguém quer adotar. Esse acaba sendo o destino dos animais jogados aqui: vivem aqui pelo resto da vida deles. Há excessões, como os três gatinhos que jogaram noite dessas... Dois irmãozinhos (um casal) e uma 'tigreza' branca e cinza.Consegui adontante para os irmãos, mas a tigreza ainda mora aqui e pelo visto aqui vai viver.

Há um ponto de nossa rua que virou abrigo para cães. Em uma semana deixaram aqui um Rotweiller, um mestiço Doberman idoso, um que parece um Fox Terrier, um vira lata e muitos filhotes. Uma das vizinhas ficou com o Rot, o Doberman foi morar num sítio e os outros não restou outra coisa a não ser construir casinhas e levar comida e água todo dia. Todos os vizinhos contribuem, inclusive as crianças.

Como solucionar este problema?

Estou escrevendo e repassando tudo isso para aproveitarmos o ano de eleição onde muita coisa é dita e nada é feito. Se realmente houvesse vontade política, não haveriam animais (que são responsabilidade do estado) jogados na rua, transformando-se em hospedeiros de doenças. Não haveria também tantas pessoas sem nenhum senso de coletividade abandonando animais nas ruas. Consequentemente, pessoas seriam mais humanas, pois um ser humano é consciênte, um troglodita não!Se alguém consegue respeitar um ser vivo de qualquer espécie, é capaz de respeitar um da própria espécie.ALGO PRECISA SER FEITO!

As áreas de suburbio tornam-se dia a dia reduto de animais abandonados. Muitas pessoas se comovem mas a única alternativa é apenas alimentá-los e mante-los na rua.

Duas coisas são necessárias para que isso cesse. Duas coisas e não haverá mais como a máquina política continuar alimentando as desgraças da sociedade que desviam verbas públicas para o bolso daqueles que estão no poder para nos servir, não o contrário.

- Se o povo não adquirir consciência da gravidade do problema e não parar de abandonar animais nas ruas, isso nunca vai acabar. Esse problema vai continuar alimentando o comércio que lucra muito com pessoas que amam animais.

A solução não é resgatarmos os animais das ruas, mas sim as pessoas pararem de abandona-los. A solução é ter consciência do nosso lugar nesse mundo, não vivermos como se fossemos eternos e como se o problema de um não fosse nosso (pois de um modo ou de outro acabrá sendo).

Exija, não só agora em época de campanha, mas todo o tempo,que os governantes tomem atitudes sobre isso. Já se transformou num caso de saúde pública!

E para quem pensa que deveríamos parar de nos preocupar com animais e pensar nas crianças com fome digo o seguinte:

-Tirar uma criança da rua é bem mais burocrático e exige cumprimentos da lei

-Toda criança veio de um pai e uma mãe, vá cobrar deles!

-Se humanos deixam suas crianças expostas a violência e ao abandono, é óbvio que abandonarão animais.

-Quem despresa o trabalho de proteção animal é hipócrita, pois ainda existem crianças nas ruas!Se estão lá, os hipócritas nem disso estão cuidando!

-Os hipócritas deveriam falar menos e agir mais, pois óbviamente quem não respeita outra espécie, não é capaz de respeitar a espécie a que pertence.

AS PRÓXIMAS POSTAGENS SERÃO A ATUALIZAÇÃO REFERÊNTE AOS ANIMAIS JÁ ADOTADOS!

PARA ADOTAR SIGA PARA O CLUBE DOS VIRA-LATAS E ANJOS PARA ADOÇÃO.

Obrigada pela atenção,

Shimada Coelho
- ciber ativista
(não protetora, apenas apaixonada pois não sou como os animais, eles são melhores que eu)

Nosso amigo e protetor de animais partiu

Olá Amigos,


Hoje venho compartilhar com vocês um triste acontecimento.

Faleceu dia 10/05/2010, no Cond. Fazendinha, Granja Viana, nosso amigo de muitos anos, Rigone, que dedicou sua vida a cuidar de animais abandonados.

Desde que me mudei de São Paulo para a Granja, há 15 anos, já ouvia falar do Rigone e suas tentativas desesperadas de ajudar animais necessitados.


Ele me ensinou muito coisa e, tenho certeza, a vários protetores da região
também: quando ele via um animal em perigo, não tinha dúvidas e o socorria. Depois ele ia procurar ajuda, falava com todos conhecidos e desconhecidos e conseguia auxílio para pagar o tratamento do animal e cuidar dele até sua doação.


Quanta vezes ele bateu na porta de casa com uma ninhada de cães ou gatos em uma caixinha e pedia por eles. Como recusar aquele apelo desesperado, que vinha do fundo de seu coração? Ele não tinha vergonha de pedir auxílio, pois não pedia para si, mas para aqueles anjos indefesos e sofridos.


Rigone realmente amava os animais e a eles dedicou sua vida, seu trabalho e todo seu salário. Logo cedo, ele já estava cuidando, medicando e alimentando animais pelas ruas. Os doentes e atropelados eram levados para clínicas e depois ele improvisava lugares para eles ficarem durante a convalescença, para depois serem encaminhados para lares responsáveis.


Seu celular tocava o tempo todo e muitas pessoas pediam para que ele socorresse animais atropelados, vítimas de maus-tratos e filhotinhos correndo perigo em vias públicas. Ele estava sempre nas favelas e nos locais mais pobres de Carapicuíba e região, muitas vezes só levando ração para pessoas mais simples que pediam para seus cachorros. E ele socorria todos eles, nunca negou ajuda para nenhum cão ou gato necessitado.


Muitos dos cães e gatos que vocês adotaram chegaram a mim através do Rigone.

Claro que durante todos estes anos, como todos os protetores de animais que conheço, ele acabou ficando com muitos cachorros sob sua responsabilidade. Ficaram 40 cachorros em sua casa e peço a ajuda de vocês para divulgá-los e, tenho certeza, vamos conseguir ótimos lares para todos eles.

Esta será nossa homenagem a um homem de valor, que se esforçou para tornar mais justo este mundo em que vivemos.

Na segunda-feira, dia 10/05/2010, nosso amigo se cansou de ver tanta dor, miséria e injustiça e um infarto fulminante o levou.

Nós da Granja Viana perdemos um grande amigo e colaborador, mas a perda para os animais é inestimável: eles ficaram sem o anjo da guarda que os protegia.


Maria Augusta Toledo

PS.: Vejam as fotos de alguns dos cães do Rigone, tem Pastor, Pit Bull, mestiço Poodle, Cocker e mestiço Fox Paulistinha, entre outros. Para maiores informações, entrem em contato comigo ou acessem o Blog dos Anjos nas pastas Meninos e Meninas para Adoção:

http://anjosparaadocao.multiply.com/

ATENÇÃO Protetores! SUPOSTO DELEGADO A UIPA!

Hoje à tarde,enquanto eu estava fora, nossas funcionárias atenderam uma senhora que se identificou como Elisabete e disse ter vindo de Mogi das Cruzes, a mando de um tal Sr. José Roberto, delegado da UIPA, o qual a instruiu a trazer 10 filhotes ao nosso abrigo.

Quando nossas funcionárias disseram que não poderiam receber esses animais, pois não tinham instruções para tanto, essa senhora, após esbravejar bastante, simplesmente abandonou a caixa na porta da ONG e foi embora. A placa de seu carro, um Palio vermelho, foi devidamente anotada. Antes as funcionárias haviam conseguido que ela fornecesse um número de telefone celular que, infelizmente, só dá caixa postal.

Conversei há pouco com um protetor meu conhecido de Mogi que me informou que esse senhor realmente se auto-intitula delegado da UIPA ABC, e tem um histórico de casos e atitudes pouco condizentes com esse cargo, caso realmente o ocupe. Pesquisei na internet e há várias matérias na mídia de Mogi e região em que esse senhor faz pronunciamentos como representante da UIPA.

Nós não conhecemos esse senhor, não sabemos como ele tem nosso endereço e nunca autorizamos que enviasse animais para nós ou instruísse outras pessoas a fazê-lo.

Além disso, não acreditamos que tal atitude de simplesmente despejar animais na porta de outros abrigos tenha o respaldo ou anuência da entidade que esse senhor diz representar, pois não é a atitude que qualquer protetor digno do nome adotaria, e lamentamos profundamente que esse senhor esteja, com suas atitudes, manchando o nome de uma entidade centenária e pioneira na proteção animal.


Aparecida Lellis

presidente

CLUBE DOS VIRA-LATAS
Fones: (11) 4824 7430 / 9797 3606